Tintas: Avaliação e Comparação de Cores

Atualmente usa-se uma diversidade de cores nas paredes.

Saiba tudo sobre os diversos tons e outros fatores na hora de remodelar a sua casa.

Como Escolher a Cor Mais Apropriada para um Ambiente?

A aplicação de cores no ambiente pede equilíbrio: se pintar uma parede de vermelho, é bom pensar em aplicar o branco nas outras três.

A composição de tons de uma só cor também fica boa e pode ser feita mesclando os mais claros com os mais escuros.

Escolha um tom para servir de base e um mais vibrante para a parede, levando em conta a cor dos móveis e das cortinas.

Quem pretende ousar com matizes mais fortes ou vibrantes deve escolher a parede principal do ambiente (como a que fica de frente para a porta da entrada, que chama a atenção) e evitar destacar paredes recortadas.

Em ambientes pequenos, a regra geral é usar cores que “afastem”, como o azul e o verde; se a intenção é estimular a sensação de aconchego, opte por cores escuras e vibrantes, como o vermelho e o amarelo.

parede vermelhaNo teto, dois truques básicos são usar uma cor mais escura para rebaixar o pé-direito (distância do piso ao teto) alto, “diminuindo” o ambiente, e optar por uma mais clara – de preferência branco – para “ampliar” o espaço diminuto.

Uma regra para obter definição espacial é ter o piso mais escuro do que a parede, que deve ser mais escura do que o teto.

Na cozinha, fuja da ditadura do branco com detalhes em cores quentes estimulantes, como vermelho, laranja e amarelo.

O excesso de luminosidade de uma parede branca atrás da televisão atrapalha a concentração na tela. A dica é pôr uma estante ou outra cor na parede.

Critérios para Avaliação e Comparação de Cores

Alguns fatores devem ser considerados na avaliação e comparação de cores:

Brilho

Se o brilho estiver diferente entre duas tintas que estão sendo comparadas, a cor pode ser exatamente a mesma, porém o aspecto visual pode induzir uma percepção desigual.

É necessário que as duas superfícies estejam a um mesmo angulo de observação e, de preferência, que se elimine o reflexo da luz incidente.

O reflexo pode clarear a cor e provocar enganos.

Na comparação de tintas com brilhos diferentes o cuidado é o mesmo – ou seja, na observação, deve-se procurar um ângulo que elimine o brilho.

Espessura

tintas paredeEspessuras baixas da camada de tinta podem provocar erros em virtude de ficarem finas e deixarem transparecer a cor da superfície onde foram aplicadas.

Espessuras muito baixas podem provocar, também, mudança no brilho de tintas.

Cobertura

A baixa cobertura de uma tinta também pode conduzir a erros, pois a cor da superfície na qual foi aplicada transparece e prejudica a comparação de cores.

É possível que aplicando camadas adicionais ou em espessuras maiores a cor possa ser comparada sem problemas, mas para isto há necessidade de usar mais tinta do que o previsto.

Fonte de Luz

A comparação de cores depende fundamentalmente da fonte de luz.

Por exemplo, se a comparação é feita à luz do dia e não se nota diferença nas cores, pode ser que, se comparadas sob luz incandescente, haja diferença.

salaSob luz de lâmpadas fluorescentestambém pode haver diferença.

Existem três fontes de luz padronizadas e montadas em uma cabine: chama-se de McBeth.

As três fontes são: luz do dia, incandescente (ou luz do horizonte) e fluorescente, ou luz branca de lâmpadas.

Em algumas situações há necessidade da tinta se igualar a um padrão em qualquer uma das três fontes de luz, ou seja, não pode haver desvios ou metamerismo.

Em outras (por exemplo: tinta para um tanque ao ar livre) somente é solicitado que haja semelhança à luz do dia, pois um tanque ao lado de outro só poderá ser observado durante o dia.

Na produção de uma cor que, em comparação com um padrão, não sofra metamerismo nas três fontes de luz, o colorímetro irá indicar os mesmos pigmentos usados no padrão ou pigmentos com cores muito próximas destes.

Por isso a formulação será mais cara.

Simulador de Cores nos Ambientes

Este simulador dá uma ideia das cores desejadas em cada ambiente.

Mas não esqueça que estas mesmas cores podem variar bastante, não só no seu monitor como nas paredes em que serão aplicadas.

A Cor da Tinta e a Iluminação do Ambiente

disco de cores

Na hora de escolher cores para paredes e tetos, devemos lembrar sempre que as cores claras, como branco, areia, etc, proporcionam a difusão da luz (solar ou elétrica) e consequentemente economizaremos energia e material elétrico.

Neste caso não serão necessários tantos pontos de iluminação e de lâmpadas tão fortes quanto em um ambiente pintado com cores mais escuras.

 

 

 

 

FONTE: FazFácil